Leadster analisa taxa de conversão de compras em sites brasileiros


Marcela Araujo | CM News | Fonte: Mundo do Marketing
Em

Leadster analisa taxa de conversão de compras em sites brasileiros
Imagem: Freepik

A startup Leadster analisou as visitas de 63 milhões de consumidores a 1001 sites brasileiros durante um ano. O objetivo foi comparar resultados e entender padrões que podem auxiliar gestores de Marketing em suas operações.

O estudo, denominado 1º Panorama de Geração de Leads, apontou que quase metade dos acessos vieram por meio do Google Orgânico. Este dado valida a importância do investimento em SEO e a produção de conteúdo para conquistar acessos e leads.

Por outro lado, o panoramo identificou que a melhor taxa de conversão não vem do Google Orgânico, mas sim do Google Ads. A conversão média deste último é de 3,31%. Fabrício Toledo, CEO e fundador da Leadster, explica que “o visitante que chega por meio do Google Ads já possui uma intenção clara de compra”. Isso porque ele já estava buscando por aquele produto ou serviço.

O acesso direto aos sites é a segunda via de maior conversão. Para Fabrício, isto é totalmente compreensível. “Quem acessa um site diretamente já conhece o produto ou marca e se encontra em um estágio mais avançado no funil de conversão, mais próximo de uma etapa de decisão do que de consideração”, afirma.

O levantamento apontou, ainda, que 56% dos acessos a sites no Brasil são realizados através de dispositivos móveis. Logo, para garatir um bom desempenho na geração de leads, é importante que os gestores de marketing invistam na criação da boas experiências para os usuários que fazem acesso por esses dispositivos. Em alguns segmentos, como o imobiliário, o mobile representa 71% dos acessos.

É importante ressaltar, porém, que a conversão dos acessos pelos dispositivos móveis é 34% menor do que a conversão por desktop. Gustavo Luby, CMO e fundador da Leadster, explica que “o acesso mobile é mais exploratório, utilizado quando o visitante ainda busca informações sobre o produto, serviço ou empresa”. Neste momento, o usuário está mais voltado para considerar opções e tomar a decisão apenas nos meses seguintes.

Veja outros dados:

•    55% dos sites recebem menos de 1 mil acessos por mês.
•    45% das empresas brasileiras investem até R$1 mil em mídia paga, 23% não fazem nenhum investimento.
•    46% dos acessos vem do Google Orgânico, tornando este o canal com maior representatividade na geração de tráfego.
•    O mobile representa a maior parte dos acessos aos sites brasileiros, com 56,48% do volume de visitantes – contra 42,69% do desktop.
•    Apesar da maioria dos acessos serem feitos via mobile, a taxa de conversão deste formato de dispositivo é 34% menor que a conversão no desktop.
•    A taxa de conversão média no Brasil é de 3,81%. O segmento com a maior taxa de conversão é o de Serviços, com 6,67%.

Compartilhe :