Banese encerra 2021 com lucro de R$ 83,7 milhões


| CM News |
Em

Foto Ascom Grupo Banese

O Banese fechou 2021 com um lucro líquido de R$ 83,7 milhões, valor 71,2% maior que o alcançado no ano anterior. O resultado é consequência, principalmente, da expansão da carteira de crédito, do crescimento das captações, e da recuperação de créditos baixados em prejuízo. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 21.

Mesmo em um cenário mundial de retomada lenta da atividade econômica e do quadro inflacionário no Brasil, os resultados obtidos pelo banco em 2021 são considerados positivos e superiores às expectativas projetadas. Os números apurados refletem ainda a boa execução do planejamento estratégico elaborado pela Companhia para o período.

O presidente do Banese, Helom Oliveira, destaca que, apesar dos desafios socioeconômicos impostos pela pandemia da Covid-19, o banco cresceu de forma sustentável apoiando e atendendo, ainda mais de perto, às necessidades das pessoas e das empresas de todos os segmentos do mercado, sem abrir mão de investir nas iniciativas culturais e sociais que a instituição desenvolve.

“Dentro da nossa estratégia de expansão dos negócios é fundamental que os nossos clientes e as regiões onde atuamos cresçam conosco. Os números mostram que estamos no caminho certo e, por isso, seguiremos avançando. Graças ao empenho dos nossos funcionários, o Banese está preparado para inovar e lançar novos produtos, mantendo-se forte e competitivo frente à dinâmica de um mercado financeiro cada vez mais digital”, ressalta Helom Oliveira.

Os ativos totais do Banese ultrapassaram a marca de R$ 7,3 bilhões no ano passado, um crescimento de 7,2% em relação a 2020. Já os recursos captados cresceram 8,4% no mesmo período, chegando a R$ 6,4 bilhões. O patrimônio líquido obteve um crescimento 15,7% e alcançou R$ 561,3 milhões.

Mais crédito

Os ativos de crédito do banco chegaram a R$ 3,3 bilhões ao final de 2021, valor 19,2% maior que o verificado no ano anterior. A carteira de crédito comercial, composta por produtos como consignado, cheque especial e capital de giro, cresceu 23,2% nos doze meses.

A ampliação da carteira de crédito deve-se, sobretudo, à estratégia organizacional de vendas, com ações direcionadas para contratação de crédito nos canais digitais, criação de linhas de crédito baseadas no faturamento de vendas com cartão de crédito para pessoas jurídicas, realização de convênios com novas empresas e órgãos públicos, e ações junto aos correspondentes bancários para impulsionar a concessão de crédito.

A carteira de desenvolvimento, destinada a financiamentos nos setores imobiliário, rural e industrial, variou positivamente em 12,5% quando comparada a 2020. O saldo aplicado no ano foi superior a R$ 707,1 milhões. O crédito rural teve o maior crescimento, 36,3% a mais em relação ao ano anterior, seguido pelo imobiliário (+6,5%). Cada uma dessas áreas contou com ações e campanhas estratégicas, de modo a ampliar e facilitar o acesso de diversos públicos a esses produtos.

Com os resultados, o Banese permanece detentor da maior fatia do mercado de crédito de livre destinação de Sergipe, com 36% de participação, segundo dados do Banco Central do Brasil (novembro/2021).

Investimento em tecnologia

A pandemia acelerou o uso dos canais digitais para serviços bancários por parte dos brasileiros. Por isso, ao longo de 2021, o Banese intensificou os investimentos nestes canais, bem como nas ações de comunicação de estímulo ao uso do mobile internet banking, também como forma de enfretamento à Covid-19.

Além disso, o portfólio de produtos e serviços nos canais digitais do banco foi ampliado; a usabilidade dos meios de atendimento virtual melhorada; e intensificado o investimento em segurança e tecnologia da informação. Essas medidas permitiram que os clientes tivessem acesso a mais produtos e serviços de forma segura, sem precisar ir a um ponto de atendimento físico, minimizando o risco de exposição ao coronavírus.

A utilização dos canais de autoatendimento já é uma prioridade para os clientes do Banese. Do total de transações concluídas no ano passado, 85,3% foram realizadas no autoatendimento, sendo 77,4% nos canais digitais. Esses números mostram que em 2021 houve um incremento de 22,7% na quantidade de transações realizadas através do internet e mobile banking, e um aumento de 127,6% no volume transacionado.

 Novos talentos

As provas do concurso público para o quadro de empregados do Banese foram realizadas em setembro de 2021. Foram ofertadas 45 vagas, sendo 20 para o cargo de Técnico Bancário III (nível superior) e 25 para o cargo de Técnico Bancário I (nível médio), além de formação de cadastro reserva. Por conta dos desligamentos efetuados no decorrer do ano através do Plano de Estimulo à Aposentadoria e com o objetivo de reforçar as equipes atuais, o Banco realizou ainda em dezembro de 2021 a convocação da primeira turma de aprovados no concurso, sendo integrados a partir de 2022.

Ascom Grupo Banese