Prefeitura de Canindé e Codevasf realizam Peixamento do Rio São Francisco


| CM News |
Em

Foto: Ascom

Na última sexta-feira, 11, foi realizada a ação de repovoamento do Rio São Francisco, com a soltura de 50 mil alevinos da espécie curimatã/bamba e 5 mil pós-larvas do camarão pitu (o povoamento com o camarão pitu é uma ação inédita na região). A ação aconteceu na região da Orla Salomão Porfírio de Brito, que fica localizada às margens do Rio São Francisco, no Município.

O Peixamento foi administrado pelo Departamento de Indústria e Comércio do Município, ligado à Secretaria Municipal de Inclusão, Trabalho e Desenvolvimento Social. O objetivo é recompor o bioma local e a fauna pesqueira da região, garantindo o sustento das famílias que sobrevivem da pesca.

Foto: Ascom

“Uma ação que além de bonita de ser ver, é importante para a recomposição da pesca na região, com essa ação estamos beneficiando a natureza, as comunidades ribeirinhas e àqueles que vivem da pesca”, ressaltou o Prefeito de Canindé de São Francisco, Weldo Mariano. O prefeito informou ainda que a Prefeitura está empenhada em continuar a parceria com a Codevasf no sentido de viabilizar ações de Peixamento mais vezes durante o ano.

O pescador, Manoel Messias, parabenizou a iniciativa. “Pra gente ribeirinho e todos que convivem com o Rio diariamente e sobrevive da pesca está sendo muito importante. Na verdade, antes a gente não tinha esse tipo de ação, e hoje, a gente espera que aconteça mais vezes ao ano”.

Processo de crescimento dos alevinos e larvas do camarão

De acordo com técnicos da Codevasf, os alevinos soltos na região devem atingir a fase adulta em três anos. Já as larvas do camarão pitu, uma média de dois anos de vida até a fase adulta, tendo em vista que o crescimento é mais demorado, quando comparado com outras espécies de camarão de água doce.

O processo de Peixamento se inicia no Centro de Recursos Pesqueiros e Aquicultura da Codevasf, onde são criados peixes de várias espécies, no local são aplicadas técnicas de reprodução que resultam na produção de milhares de filhotes, os chamados alevinos. O método é utilizado principalmente para evitar a extinção de determinadas espécies e aumentar a disponibilidade de alimentos para a população.

Presenças

Participaram ainda da ação, os representantes da Codevasf, o chefe substituto do Centro Integrado de Recursos Pesqueiros e Aquicultura do Betume/Codevasf, Rafael Santos, e o técnico, Matheus Freire; o presidente da Câmara Municipal de Canindé de São Francisco, Juarez de Vavá; o vereador André da Saúde; a primeira-dama do Município, Maria Leila; a secretária Municipal de Inclusão, Trabalho e Desenvolvimento, Edilma Lins; o secretário Municipal de Agricultura, Água e Meio Ambiente, Victor Mota; e o diretor de Departamento de Indústria e Comércio, Junior Galindo.

 

Assessoria de Comunicação | Prefeitura de Canindé de São Francisco