Startout Brasil seleciona 20 startups para participar de uma imersão em Santiago


O StartOut Brasil divulgou as 20 startups selecionadas para o seu 6º ciclo de internacionalização. Nesta edição o programa leva startups brasileiras para uma imersão no ecossistema de Santiago, capital do Chile, entre os dias 24 a 29 de março de 2019. Além da imersão, as startups selecionadas recebem previamente mentoria com especialistas no mercado chileno, consultorias para expansão internacional e treinamento de pitch internacional.

Para o ciclo Santiago, foram selecionados 15 negócios na categoria “ampla concorrência”, que são startups que nunca participaram ou participaram de apenas um Ciclo do StartOut Brasil; e 5 startups na categoria “graduadas”, composta por startups que já estiveram em dois ou mais ciclos de imersão.

As escolhidas para participar na categoria ampla concorrência são:

1. TNS Nanotecnologia LTDA, que utiliza os princípios da nano, micro e biotecnologia para diferenciação na indústria;
2. Geraes Tecnologia Assistiva, tecnologia para empoderar pessoas com deficiência para desenvolverem suas competências e individualidades;
3. Konduto, desenvolvedora de um sistema antifraude inovador para pagamentos online;
4.Ubots, especializada na construção de chatbots criados em uma plataforma própria baseada em inteligência artificial;
5. RIO analytics, empresa que aplica inteligência artificial em ativos industriais;
6. I.Systems, softwares baseados nas avançadas tecnologias de machine learning para garantir estabilidade e eficiência nos processos industriais;
7.Knewin, plataforma de monitoramento de notícias e redes sociais;
8. Mogai Technology, startup que desenvolve tecnologia de software e hardware para monitorar e melhorar os processos produtivos na indústria e no agronegócio;
9. Implanta IT Solutions, solução que permite a ligação em tempo real da indústria e distribuidor com seus canais de vendas e clientes;
10. RZ2 Sistemas de Gestão, criadora das plataformas Checklist Fácil e Treina Fácil;
11. GoBots, desenvolvedora de soluções que buscam otimizar processos e escalar a comunicação dos clientes;
12. Plataforma Verde, software SaaS online para cadastro e controle de geradores, transportadores e receptores de resíduos sólidos urbanos e industriais;
13.Carefy, ferramenta de gestão e acompanhamento de internações hospitalares para operadoras de saúde;
14.Engage, plataforma gamificada de aprendizagem que aumenta em quatro vezes a participação dos colaboradores nos treinamentos;
15. Treevia Forest Technologies, desenvolvedora de soluções para tornar o monitoramento florestal mais rápido, confiável e seguro.

Já as graduadas são:
1. Portal Telemedicina LTDA, central médica online que atua unindo tecnologia, medicina e uma equipe incrível para atender os clientes em todas as etapas de seu negócio;
2. Labsoft Tecnologia Ltda, desenvolvedora de tecnologias e serviços de consultoria e treinamento para proporcionar maior produtividade e qualidade a laboratórios analíticos de diversas áreas;
3. Kryptus Segurança da Informação AS, Solution Provider em segurança da informação;
4. Biosolvit, desenvolvedora de tecnologia limpa com expressiva redução de custos de produção para entrega de melhores resultados;
5. Aya Tech Tecidos Inteligentes, desenvolvedora de produtos nanotecnológicos para proteção e bem-estar do ser humano.

Além da capacitação prévia, essas empresas irão visitar aceleradoras, incubadoras e empresas locais; participar de seminário de oportunidades, reuniões com prestadores de serviços e encontros de negócio organizados por matchmaker; além de realizar uma apresentação para possíveis investidores e parceiros.

Sobre o Chile
Localizado entre o Oceano Pacífico e a Cordilheira dos Andes, o Chile é conhecido internacionalmente como o país com a economia mais sólida do seu continente. Com o melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da América do Sul, o país tem 96% do Produto Interno Bruto (PIB) voltado aos setores industrial e de serviços.

Por esse motivo, o setor de serviços é o que mais tem gerado empregos no país (67%). Nele estão concentrados os serviços públicos, bancários, restaurantes, hospitais, consultorias, corretagem de imóveis e até mesmo o turismo, que cresce em ritmo acelerado.

Além disso, próximo à capital Santiago estão as indústrias dos segmentos alimentício, têxtil, metalúrgico, siderúrgico, mecânico, maquinário e de mineração, que garantem alto nível de produtividade para a região. Mas vale destacar também que os segmentos da agricultura, pecuária, cybersecurity, energia solar, tecnologia, saúde, economia circular (resíduos e reciclagem) e biotecnologia são polos importantes para os chilenos.

Diante todo esse cenário, o ciclo Santiago do StartOut Brasil representa uma grande oportunidade para as 20 startups selecionadas de conversar com atores importantes do ecossistema, expandir seus negócios e até mesmo conseguir investimentos.

Sobre o StartOut Brasil

O StartOut Brasil é um programa de apoio à inserção de startups brasileiras nos mais promissores ecossistemas de inovação do mundo. Realizado pelo Ministério da Economia, Ministério das Relações Exteriores (MRE), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), o programa já passou por Buenos Aires, Paris, Berlim, Miami e Lisboa e auxiliou no processo de internacionalização de 56 startups.

 

Fonte: Sebrae

Anterior Sem Refis, arrecadação federal cai 0,66% em janeiro
Próximo Procura por crédito aumentou 2,9% em janeiro, aponta Serasa Experian

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *