Qualcomm lança Snapdragon 865, a ‘plataforma 5G mais rápida do mundo’


A Qualcomm anunciou nesta quarta-feira (4), durante o Snapdragon Tech Summit em Maui, no Havaí, o SoC (System on a Chip) Snapdragon 865, chamado de “a plataforma 5G mais rápida do mundo”.

O Snapdragon 865 tem um processador Octa-Core com núcleos divididos em três grupos: principal, performance e eficiência. O núcleo principal (ou “Prime”) é um ARM Cortex-A77 rodando a 2.85GHz, acompanhado por 512 Kb de cache L2. Os núcleos de desempenho são três outros ARM Cortex-A77 a 2,5 GHz.

O Cortex-A77 é o núcleo mais poderoso da ARM atualmente, e não é encontrado em circuitos integrados de nenhum outro fabricante. O Kirin 990 da Huawei, por exemplo, é baseado em um design um pouco mais antigo, o Cortex-A76.

Já o grupo de eficiência é composto por quatro núcleos Cortex-A55 de 1,8 GHz e 128 Kb de cache L2, similar ao usado no Snapdragon 855. Em suma, a Qualcomm promete um aumento de desempenho e eficiência energética de até 25% em relação ao modelo anterior.

Para a GPU Adreno 650, a Qualcomm também promete um aumento de desempenho de até 25%, em comparação com as gerações anteriores, o que segundo a empresa permite jogos “com qualidade de desktop” em dispositivos móveis.

Uma novidade neste ano é que os drivers de vídeo para a GPU poderão ser separados do sistema operacional e atualizados através de uma loja de aplicativos. Assim, os jogadores poderão se beneficiar de correções e melhorias sem ter de aguardar por uma atualização completa do sistema operacional, o que, para alguns aparelhos, pode demorar a chegar.

A Qualcomm afirma que a Snapdragon Game Performance Engine pode ajustar dinamicamente o desempenho da GPU analisando as cenas em tempo real, com foco em funcionamento sustentado ao longo do tempo, em vez de curtos “picos” que, na prática, só são úteis para vencer benchmarks.

A quinta geração da Qualcomm AI Engine é outro ponto de destaque, já que é usada em processamento de imagens, de áudio e de jogos. Com um desempenho de 15 TOPS (Tera Operations Per Second – Trilhões de Operações por segundo) ela é duas vezes mais rápida que a quarta geração, usada no Snapdragon 855, e consome menos energia. Combinada ao Qualcomm Sensing Hub, ela permite que um smartphone consuma menos energia mesmo enquanto se mantém ciente de seu contexto e arredores.

Fonte: Olhar Digital

Anterior INSS cancelou 261 mil benefícios irregulares em 2019
Próximo Governo de Sergipe e Golar Power lançam Fórum de Petróleo e Gás com foco na expansão do GNL no Brasil

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *