Pod e Videocasts, a nova aposta do YouTube Space


Hoje quatro em cada dez internautas brasileiros já ouviram um podcast. O dado é de uma pesquisa do Ibope com a CBN e a Piauí e foi um dos que levou o YouTube a investir em uma área de pod e vídeocasts no YouTube Space no Rio. Ela foi lançada nesta quinta-feira, 13, e começará a operar em março. Para utilizá-la, a regra é a mesma dos outros estúdios do local: é necessário ter mais de 10 mil inscritos em um canal da plataforma. Marcando o lançamento, o Space do Rio contou com um talk show em que um dos participantes foi o Mamilos, um dos 10 podcasts mais ouvidos do País e agora integralmente disponível no YouTube.

“Hoje, nos Estados Unidos, 70% dos internautas já ouviram podcasts. Com isso, vemos ai um grande mar azul de crescimento no Brasil”, detalha Luiz Citton, gerente de parcerias do YouTube. Além da possibilidade de crescimento clara, outro dado que levou o YouTube a investir na área foi quando, na mesma pesquisa do Ibope, 42% dos entrevistados que disseram que escutam podcasts afirmaram que fazem isso através do YouTube. “Foi nosso ponto de partida para conversarmos com os criadores e nossa audiência e pensarmos nesta área”, fala. O espaço que será inaugurado em março contará com 28 m2 e uma série de câmeras e microcomputadores mas quem utilizá-lo terá ainda disponível toda a estrutura de equipamentos disponível no Space do Rio.

A escolha da cidade para receber o estúdio não foi um acaso. A capital carioca conta com o space mais visitado do mundo: 23 mil criadores passaram pelo espaço na zona portuária do Rio no ano passado. Ao todo, o YouTube tem hoje outros seis centros como este onde disponibiliza infraestrutura para criadores, com estúdios, equipamentos e workshops, localizados em países como Estados Unidos e Inglaterra. “Ano passado ele foi o mais animado e visitado. Decidimos estender e abrir o novo estúdio para responder a esta animação”, revela Marie Picot, diretora do YouTube Space Rio. Ela informa ainda que, desde sua criação em agosto de 2017, o espaço já recebeu 900 canais do YouTube, sendo 100 deles com mais de um milhão de seguidores.

 

Fonte: Meio&Mensagem

Anterior Campos Neto diz que impactos econômicos do coronavírus ainda são incertos
Próximo Remédios podem 'consertar' vida amorosa; entenda

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *