Parceria entre Sedetec e IPTI leva projeto internacional a Santa Luzia do Itanhy


Movimento global que busca mostrar como é possível aprender um pouco de programação em apenas uma hora, a “Hora do Código” acontece anualmente, e em Sergipe, foi realizado pela primeira vez na última quarta-feira (11), por meio de uma parceria entre a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (Sedetec) e do Instituto de Pesquisas em Tecnologia e Inovação (IPTI).

Jovens assistidos pelo IPTI, em Santa Luzia do Itanhy, participaram do projeto Lógica de Programação, integrando a programação do ‘Hora do Código’, no Centro de Integrado de Tecnologia da Informação do Itanhy (CITII). A ação fez parte da iniciativa CLOC (Criatividade, Lógica, Oportunidade e Crescimento), que está no escopo das ações do IPTI desde 2013.

Com o olhar curioso, a estudante de 11 anos, Eloá de Oliveira, revelou seu contentamento em participar da atividade. “Foi encantador e surpreendente, pois nesta uma hora pudemos desenvolver ferramentas da ciência da computação”, disse.  Sua colega, Sara Conceição, de 11 anos, também estava satisfeitas em aprender sobre programação. “A princípio parece difícil, mas o professor ensina de uma forma que a gente aprende rápido. Quem sabe não posso ser uma programadora quando adulta”, sugeriu a estudante do 4º Ano do Ensino Fundamental.

Atenta aos questionamentos dos estudantes, a professora Maria José Teodozeo, argumentou que vê com bons olhos o incentivo do Instituto. “A escola já oferece a aula Digital, mas participar de uma ação global que envolve diversos países, fora do ambiente escolar, é extremamente enriquecedor para o aprendizado desses alunos. O IPTI estimula a educação tecnológica de outra vertente, pois eles já têm o contato em casa com o celular, mas não têm com softwares e as infinitas possibilidades que o computador conectado a internet oferece”, finalizou.

Geração de oportunidades

O coordenador de tecnologia do instituto, Ruanceli do Nascimento do Instituto, explicou que os estudantes da rede pública do município participaram pela primeira vez da ‘Hora do Código’ e ressalta que é fundamental mostrar a estes jovens que a tecnologia pode ser uma facilitadora para a educação. “Principalmente a fim de estimular a educação tecnológica por meio da plataforma, que possui videoaulas curtas e objetivas, que ensinam, passo a passo, como introduzir a metodologia para crianças e adolescentes, além de apresentar as atividades propostas pela Code.org, instigando o processo de aprendizagem dos alunos de um jeito fácil, através ferramentas inovadoras ensinando a programação”, disse.

Ele, ainda destacou a importância do apoio recebido da Sedetec para o fomento das ações desenvolvidas pelo IPTI. “Hoje podemos mostrar que o futuro próspero de um país é estimulado por atividades como estas, que são idealizadas pelo Instituto de Pesquisas, que busca gerar inovações capazes de promover o desenvolvimento humano, a partir da criação de tecnologias sociais na área de educação básica. O Governo de Sergipe é visionário e o apoio da Sedetec é fundamental para criar novas transformações dentro de uma comunidade de vulnerabilidade”, pontuou.

Já o professor e idealizador do CITII, Josué Pereira, relembra que participou da primeira turma do CLOC há seis anos, fazendo parte da geração de oportunidades. “Sou ex-aluno do curso e se hoje sou um profissional de tecnologia da informação e ensino a outros estudantes que vivem na mesma situação que eu vivia é porque houve um investimento e um incentivo para modificar a realidade desta cidade”, enfatizou o professor e presidente do CITII.

Sobre a Hora do Código

A Hora do Código é um movimento global que acontece simultaneamente em mais de 180 países, com o objetivo de estimular pessoas de todas as idades a praticarem programação por, ao menos, uma hora por dia, na semana em que ocorre. No Brasil, a iniciativa surgiu em 2014, com apoio do Programaê! em parceria com a Code.org e a Microsoft, e visa impactar 600 mil usuários com cursos concluídos em 2016. Sem fins lucrativos, a ação tem apoiadores como Barack Obama, a cantora Shakira e os empresários Bill Gates e Mark Zuckerberg.

 

Fonte: ASN

Anterior BNB injetará R$ 29,3 bilhões do FNE na economia regional em 2020
Próximo Programa Sergipano de Desenvolvimento Industrial impulsiona economia do Estado

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *