Argentina e Uruguai anunciam mudanças na abertura de fronteiras


| CM News | Fonte: Panrotas
Em

Argentina e Uruguai anunciam mudanças na abertura de fronteiras
Alberto Fernández, presidente da Argentina - Imagem: Divulgação

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, sinalizou a reabertura gradual de fronteiras do país para viajantes internacionais. O Brasil não foi mencionado no plano, que a princípio permitirá a entrada apenas de chilenos e uruguaios. Segundo Fernández, há dez semanas consecutivas a Argentina registra baixa no número de casos de covid-19 e, há oito, o de falecimentos e internações causadas pela doença.

O discurso presidencial da sexta-feira (6) falou sobre o Decreto de Necessidade e Urgência (DNU), o primeiro passo de um plano que, gradualmente, ampliará o número de pessoas que podem se reunir no território argentino.

“Temos um horizonte, um plano de aberturas responsáveis. O DNU que hoje estamos apresentando será o primeiro passo desse plano. A partir de amanhã [sábado, 7], ampliaremos pouco a pouco a quantidade de pessoas que podem se reunir. Também nesta etapa poderá haver viagens em grupos, de adultos que tenham se vacinado completamente. O Turismo estará habilitado, sempre e quando não sejam declarados um alarme epidemiológico”, afirmou o presidente.

“No plano de recuperação de atividades, em três etapas, vamos reabilitar o Turismo para visitantes internacionais, começando com os países da região, para pessoas que tenham um esquema de vacinação completo. Assim seguiremos avançando”, completou Alberto Fernandez.

O decreto prevê um aumento gradual na capacidade aérea doméstica da Argentina. Até 5 de setembro, 11,9 mil assentos semanais estarão disponíveis. Depois disso, 16,1 mil.

A partir de 6 de setembro, conforme a situação de cobertura vacinal, sanitária e epidemiológica de todas as regiões da Argentina, o ministério de Turismo e Esportes do país estudará a implementação de uma experiência piloto de Turismo limítrofe com o Chile e o Uruguai.

Uruguai

O Uruguai, por sua vez, abrirá as fronteiras para brasileiros totalmente vacinados a partir de 1º de novembro. O anúncio foi feito pelo presidente do país, Luis Lacalle Pou. Ele prometeu que nos próximos dias serão divulgadas as regras, como comprovantes e possível exigência de testes e/ou quarentena.

Segundo Pou, a decisão de abrir a estrangeiros imunizados é baseada em um contexto de avanço da situação sanitária do Uruguai em combate à pandemia.

Já em 1º de setembro, o Uruguai reabrirá as fronteiras a estrangeiros que têm propriedades no país.

A CoronaVac, do laboratório chinês Sinovac, o fármaco mais aplicado no Brasil, também é utilizado no Uruguai.

 

Leia também: 90% dos empresários temem a crise hídrica

Compartilhe :