Jucese inclui TCU em sistema de acesso a dados empresariais


Assinatura do temo de cooperação técnica ocorreu na sede da Jucese

A Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese) incluiu, nesta quinta-feira, 8, o Tribunal de Contas da União (TCU), por meio da Secretaria de Controle Externo no Estado de Sergipe, no sistema “Jucese Conveniados” – ferramenta virtual que permite o acesso aos dados cadastrais de mais de 120 mil empresas registradas na autarquia sergipana.

A inclusão do TCU no sistema “Jucese Conveniados” ocorreu, na sede da Junta Comercial, através de assinatura de termo de cooperação técnica com a presença do presidente da Jucese, George da Trindade Gois; do coordenador de Tecnologia da Informação da autarquia, Eduardo Garcez; e do secretário de Controle Externo do TCU em Sergipe, Jackson Luiz Araújo Souza.

Jucese Conveniados

Desenvolvido em 2015, o “Jucese Conveniados” já é usado por nove órgãos públicos: Receita Federal; Procuradoria da Fazenda Nacional; Ministério Público Federal (MPF); Ministério Público Estadual (MPE); Secretaria de Segurança Pública através do Departamento Especializado em Crimes Contra a Ordem Tributária e Administração Pública (Deotap); Polícia Federal; Tribunal Regional do Trabalho da 20ª Região (TRT20);  Controladoria-Geral da União em Sergipe (CGU/SE) e Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe.

Investigações

Grandes ações de investigações policiais e judiciais envolvendo empresas sergipanas são feitas graças a informações oriundas do banco de dados da Junta Comercial. É a Jucese colaborando no combate a fraudes e na proteção da nossa sociedade. Por isso, ficamos felizes com a entrada do TCU em nosso sistema, uma instituição que tem o importante papel de fiscalizar o dinheiro público federal”, destaca George Trindade.

O secretário de Controle Interno do TCU explica de qual forma o sistema da Junta Comercial será relevante na execução de ações do Tribunal de Contas da União. “As empresas que são contratadas tanto por órgãos federais como por órgãos estaduais e municipais que recebem recursos da União estão sujeitas à jurisdição do TCU. É nessa hora que entra a importância do “Jucese Conveniados”, porque, muitas vezes, nos deparávamos com barreiras de informações sobre essas empresas. Mas, com o acesso ao banco de dados da Jucese, quebraremos isso”, afirma Jackson Araújo.

 

Fonte: Jucese

Anterior Indústria automobilística tem melhor outubro de vendas, em quatro anos
Próximo Temer assina decreto que regulamenta novo regime automotivo

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *