Jucese empossa novo Colégio de Vogais


O Colégio de Vogais da Junta Comercial do Estado de Sergipe (Jucese) é um órgão deliberativo que desempenha um papel fundamental na estrutura da autarquia, e consequentemente, nas funções que ela desempenha junto à sociedade. Ele é o responsável pela análise – deferimento ou indeferimento – dos processos referentes a aberturas, alterações e baixas das empresas dos tipos jurídicos: sociedade anônima, consórcio, cooperativa, além de processos ligados a transformações, incorporações, fusões e cisões empresariais, e recursos interpostos ao plenário.

Pela importância das funções que lhes são atribuídas, este órgão conta com quatro turmas (A, B, C e D), sendo que cada uma é composta por um procurador representante da Procuradoria Geral do Estado (PGE) e três integrantes do vocalato.

Fazem parte do Colégio de Vogais a União; Federação das Indústrias de Sergipe (Fies); Federação do Comércio de Sergipe (Fecomércio); Conselho Regional de Administração de Sergipe (CRA-SE); Conselho Regional de Contabilidade de Sergipe (CRSE); Conselho Regional de Economia de Sergipe (Corecon-SE); Associação Comercial de Sergipe (Acese); Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Sergipe (OAB/SE); Federação da Agricultura de Sergipe (Faese); e Governo do Estado.

O vocalato passa por mudanças em seu quadro a cada quatro anos, e neste contexto, nesta segunda-feira (08), a Junta Comercial deu posse aos novos membros que atuarão junto à Jucese no quadriênio 2019-2023.

O presidente da Jucese, Marco Freitas, explicou o importante papel que será desempenhado por eles ao longo dos próximos quatro anos. “Temos desafio de desburocratizar, a abertura de novas empresas e com isso gerar emprego, renda e desenvolvimento para o nosso Estado”, destacou.

Muito a contribuir

A sessão plenária desta segunda-feira marcou o primeiro contato entre os novos titulares e suplentes do vocalato, que representam várias entidades empresariais e profissionais da sociedade sergipana.Representando a OAB/SE, a advogada Maria da Purificação Andrade Vieira crê que terá muito a contribuir junto à Jucese. “Trabalho e comprometimento são as minhas principais características”, enfatizou.

Atualmente, Maria da Purificação é presidente da Comissão de Sociedade de Advogados da OAB/SE. “Meu objetivo na Ordem é agilizar o procedimento de registro das sociedades, e é exatamente este trabalho de simplificação que farei a partir de agora aqui na Jucese”, frisou.

Despedida dos antigos membros

Com a mudança dos membros houve ainda uma despedida dos vogais titulares do quadriênio 2015-2019, que realizaram a última sessão plenária na sexta-feira, 05.Na ocasião, além da deliberação de temas importantes para o registro empresarial, a última plenária do Colégio de Vogais do quadriênio 2015-2019 foi marcada por momentos de homenagens e descerramento de placa com os nomes dos integrantes que compuseram o Colégio de Vogais no quadriênio 2015-2019.

“Não poderia deixar, neste último dia, de agradecer a todos os senhores que tiveram uma responsabilidade gigantesca na Junta Comercial”, afirmou o ex-presidente da Jucese, George Trindade (atual secretário de Estado da Administração), também integrante do Colégio de Vogais 2015-2019.

George Trindade frisou ainda que todo o sucesso do ciclo de quatro anos do Colégio de Vogais se deve à participação e ao comprometimento de todos que fizeram parte dele. “Acho que o grande segredo da vida é o foco e comprometimento. E essa casa teve isso. Claro, a parceria, o diálogo com a Procuradoria (composta por procuradores da PGE) foi importante também”, completou.

Fonte: Ascom
Anterior Multa ambiental: Fiat faz acordo milionário com a Tesla
Próximo Indústria dos EUA cria coalização sobre proteção de dados

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *