Gomes da Costa quadruplica faturamento


De 2007, quando foi adquirida pelo grupo Calvo, até agora, a fabricante cresceu devido ao foco na praticidade e saudabilidade

Fornecedora de peixes em conserva, a Gomes da Costa quadruplicou o faturamento desde 2007. Três anos antes, a companhia foi adquirida pelo grupo espanhol Calvo. Nesse período, a produção da companhia triplicou no País. Parte desse crescimento se justifica pelo aumento do consumo registrado antes da crise econômica. Mas a alta também se deve a iniciativas da empresa.

Segundo Alberto Encinas, CEO para América do grupo Calvo, a empresa focou no conceito de praticidade e saudabilidade. “Investimos em uma fábrica de embalagens abre-fácil, que nos garantiu esse diferencial até 2012 e fez da Gomes da Costa a marca líder”, afirma o executivo. Ele acrescenta que a fábrica de atum foi renovada e que foi criado um cronograma de desenvolvimento de novos produtos.

Para o CEO, o mercado de peixes e as empresas que atuam no segmento têm potencial para continuar crescendo (algumas consultorias projetam alta de 6% até 2020). Ele acredita que a categoria pode dobrar de tamanho nos próximos cinco a sete anos. “Para isso, é preciso quebrar as restrição ao enlatado”, diz. Encinas explica que existe uma ideia de que, para durar dentro da lata, a indústria adiciona aditivos. Segundo ele, isso não corresponde à realidade. “Não há nenhum conservante lá dentro”, ressalta.

Supermercado Moderno

Anterior Sobe número de empresas que farão reestruturação
Próximo Mineradora será inaugurada em Estância

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *