Gestão à Vista


Rodrigo Rocha
Superintendente do IEL/SE

Um empresário todos os dias tem que tomar muitas decisões, sobre muitos assuntos. Quando a empresa é de micro e pequeno portes,  geralmente passa pela mesa do proprietário do empreendimento todo tipo de assunto, desde a compra de material de limpeza até a aquisição de novas máquinas, abrindo espaço para erros que podem ser muito prejudiciais ao futuro do empreendimento.

Diante da necessidade de se deliberar sobre tantas coisas, é extremamente relevante ter uma forma rápida e fácil de se conhecer o histórico e avaliar o possível impacto de cada decisão, no curto, médio e longo prazos.

Para se poder decidir com maior tranquilidade, é necessário ter acesso a informações de qualidade, de forma rápida e confiável, através de uma gestão estratégica do conhecimento existente na empresa. Para isso deve-se ter um sistema ou alguma ferramenta que apresente a situação atual e o histórico das informações relevantes para tomada de determinada decisão, preferencialmente tal informação deve estar apresentado de forma visual, como, por exemplo, em um gráfico.

A definição de quais indicadores serão acompanhados é um passo muito importante para não se perder o foco, que deve ser nas ações que realmente vão impactar nos resultados esperados. Após essa definição, inicia-se a “gestão à vista” propriamente dita, pois os indicadores que dependem diretamente dos colaboradores devem estar expostos em um lugar que todos possam ver o desempenho que seria esperado e o que efetivamente está ocorrendo.

A empresa deve adotar medidas de disseminação da cultura de acompanhamento por parte dos colaboradores, para que eles se comprometam e assumam a responsabilidade pelo alcance das metas, apoiando a gestão, através, por exemplo, da sugestão de possíveis soluções para os problemas enfrentados.

Esse tipo de gestão, quando bem conduzido, tem um grande impacto no engajamento dos colaboradores, aproximando-os dos gestores, ao terem uma visão mais clara dos desafios que precisam ser superados, para alcançar resultados positivos para a empresa.

A partir da implantação da cultura da gestão à vista, será possível ter, por exemplo, um “Painel de Gestão” (dashboard), que permite a visualização de vários indicadores em uma única folha (ou tela), dando uma visão mais ampla e possibilitando decisões mais acertadas que as tomadas baseadas em informações isoladas.

Anterior Em 2017, Sergipe aumentou em 7% número de abertura de empresas
Próximo O impacto da chegada do Bitcoin nas relações de investimentos e pagamentos no Brasil

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *