Confiança do consumidor tem pequena alta, mas continua abaixo da média histórica


consumo
Fotos: Agência Brasil

A confiança dos brasileiros ficou estável neste mês. O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) ficou em 101,2 pontos em julho, 0,2% acima do junho e 3,4% acima do registrado em julho do ano passado. Segundo pesquisa divulgada nesta sexta-feira (29) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), apesar da melhora, a confiança dos brasileiros está 7,2% abaixo da média histórica do índice (109,3 pontos). Quanto menor o índice, mais pessimista é a avaliação dos consumidores.

Quando o consumidor está confiante e mais otimista com a inflação, o emprego e a renda pessoal, fica mais propenso a comprar bens de maior valor. E o aumento do consumo estimula a atividade econômica, explica a CNI.

O levantamento mostra que as perspectivas em relação à inflação e ao desemprego para os próximos seis meses se estabilizaram na comparação mensal, mas melhoraram em relação às de julho do ano passado. O indicador de expectativas sobre a inflação caiu 0,2% em relação a junho e cresceu 15,3% em relação a julho de 2015.

O indicador de expectativa de desemprego aumentou 0,9% na comparação com junho e está 8,1% acima do de julho de 2015. Isso mostra que atualmente há um maior número de pessoas esperando a queda da inflação e do desemprego do que o registrado em julho do ano passado, informou a CNI. Esta edição do Inec, feita em parceria com o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), ouviu 2.002 pessoas em 142 municípios, entre 14 e 18 de julho.

Agência Brasil

Anterior Concessão de crédito cresceu 3,9%, no primeiro semestre, em Sergipe
Próximo Mercado estima que queda do PIB passe de 3,27% para 3,24% este ano

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *