China autoriza importação de gordura comestível de porco do Brasil


Senado aprova acordo aduaneiro com a China

Em publicação no Twitter,ontem (5), o presidente Jair Bolsonaro anunciou que o governo chinês autorizou exportadores brasileiros de carne de porco a embarcarem também gordura comestível do animal para suprir uma lacuna de demanda no país asiático provocada pela peste suína.

Segundo Bolsonaro, a medida atende a um pedido feito pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). O presidente acrescentou que, de acordo com a entidade, o subproduto tem valor de mercado superior ao das carnes tradicionais.

“Até o fim de 2019, a China pode ter um déficit de oferta de 1 milhão a 2 milhões de toneladas no processamento de suínos. Podemos avançar muito neste setor”, disse Bolsonaro na publicação.

A China vem sofrendo desde agosto do ano passado com surtos de peste suína africana, que é mortal para os porcos, mas não prejudica os seres humanos. A rápida disseminação da doença tem afetado preços e a demanda por carne suína no maior produtor mundial de porcos.

 

Fonte: Reuters

Anterior Regulamentação da mídia no Brasil não será discutida por Bolsonaro
Próximo Com audiência fiel, podcasts têm potencial de crescimento

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *