Caixa inicia contratações do novo ano safra 2016/2017


Foto: Deize Felisberto/ A Tribuna

Com atuação consolidada no agronegócio, banco projeta aplicar R$ 10 bilhões

A Caixa Econômica Federal (CEF) inicia em julho as contratações do novo Ano Safra 2016/2017. Para o período, o banco projeta aplicar no crédito rural R$ 10 bilhões, por meio das linhas de recursos obrigatórios, recursos livres e do BNDES, beneficiando todas as regiões do país com vocação agrícola.

“Esse volume de recursos possibilitará ampliar nossa participação neste importante mercado, permitindo que a Caixa estreite ainda mais o relacionamento com toda a cadeia do agronegócio”, comenta o superintendente nacional de Agronegócio da Caixa, Márcio Vieira Recalde.

As estratégias da Caixa para auxiliar o produtor no financiamento de sua produção englobam agilidade e simplicidade nos processos de concessão e a presença das agências do banco em todas as regiões. “Somos um importante parceiro para financiar o agronegócio e temos a preocupação em atender todos os produtores, desde o pequeno até a agroindústria, em todo ciclo produtivo”, afirma o superintendente.

O banco encerrou o Ano Safra 2015/2016 com uma carteira de R$ 7,8 bilhões em contratos de crédito rural, distribuída em operações de custeio e investimento, agrícola e pecuário, além de linhas destinadas à comercialização, beneficiando mais de 12 mil produtores rurais.

Crédito Rural

O crédito rural está disponível em mais de 1.600 agências da CEF em todo o Brasil. Além disso, o banco leva às principais feiras e eventos do setor o Caminhão do Agronegócio Caixa, agência volante na qual o produtor pode, inclusive, contratar o Custeio Fácil Caixa, um crédito simplificado para projetos até R$ 300 mil, e ter acesso a diversas informações e outros produtos.

Para auxiliar o produtor rural na elaboração dos projetos agrícolas ou pecuários, a instituição possui ainda convênio com mais de 2.500 escritórios de Assistência Técnica, presentes em todas as regiões do país.

Fonte: Comunicação Caixa Econômica Federal

Anterior Sorvetes impulsionam vendas da cesta de supérfluos
Próximo Governo libera R$ 353 milhões para a Justiça do Trabalho

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *