Agenda da CNI faz interlocução entre a indústria e o legislativo


A Confederação Nacional da Indústria (CNI), juntamente com as federações das indústrias estaduais e representações setoriais, lança desde 1996, a Agenda Legislativa da Indústria, documento que enumera as principais proposições que tramitam no Congresso Nacional e que podem trazer benefícios para a indústria.  A aprovação dessas proposituras é de suma importância para a retomada do crescimento da indústria e, por consequência, do país.

Sobre o tema, o coordenador do Gabinete de Defesa de Interesses da FIES, Luís Paulo Dias Miranda, diz que nesse momento em que o país vive é importante a implementação dessas medidas discutidas e inseridas na Agenda Legislativa. “Dentre os 10 avanços na legislação brasileira que contou com a participação ativa da CNI e da FIES e que beneficiaram não só a indústria, mas as outras classes empresariais do estado e do país destacamos a aprovação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, a não aprovação da proposta de recriação da CPMF através da Contribuição Social da Saúde (CSS) e a limitação à substituição tributária de micro e pequenas empresas e inclusão de novas categorias no Simples. Porém, todas as outras também causam algum impacto na nossa economia seja direto ou indireto”, afirma Miranda.

Para obter mais informações sobre a Agenda Legislativa da Indústria acesse www.portaldaindustria.com.br

Unicom Fies

Anterior Vendas da Nestlé crescem no primeiro semestre no Brasil
Próximo Pesquisa da CNI diz que produção industrial e empregos têm queda

Não há comentário

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *